Transporte escolar custa R$ 2 milhões por ano aos cofres públicos

O município arca com a metade deste valor
Foto: Marcio Steiner

O município de Cruzeiro do Sul disponibiliza transporte escolar para aproximadamente 900 alunos que frequentam as escolas instaladas em seu território. Conforme o responsável pelo departamento, na Prefeitura, Paulo Alexandre Mallmann, o Xande, atualmente são transportados 489 estudantes da rede estadual e 398 da rede municipal. “São alunos do pré ao ensino médio”, assinala.

Os jovens são levados para seis escolas municipais de ensino fundamental, quatro educandários do estado e dois projetos que atendem alunos no turno inverso ao ensino regular. “São ao todo 12 trajetos, que somam aproximadamente 1.250 quilômetros diários”, revela Mallmann.

Para garantir o transporte escolar para esse número de estudantes, são utilizados cinco ônibus e motoristas da prefeitura, duas empresas terceirizadas que recebem por quilômetro rodado, e a distribuição de passagens para a fatia de estudantes que utilizam o transporte urbano. Lembrando que, por lei, apenas tem direito ao transporte escolar o estudante que reside a, no mínimo, dois quilômetros do educandário que frequenta.

Em termos de investimento, em 2022 foram introduzidos em torno de R$ 2 milhões no transporte escolar. Deste valor, foi colocado cerca de R$ 1,2 milhão em passagens, R$ 256 mil para as empresas terceirizadas e aproximadamente R$ 575 mil com os veículos do município.

Para o custeio desse valor, o município recebeu, no ano passado, R$ 911,3 mil do governo do estado e R$ 96,5 mil do governo federal. O restante do valor, pouco mais de R$ 1 milhão, sai do cofre da prefeitura.

Últimas Notícias:

COMPARTILHE

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email