Produtor adapta estrutura de aviário para engorda de suínos

Prefeitura auxilia com maquinário para o preparo do espaço
Foto: Marcio Steiner

Levando em consideração as questões de sanidade, custos de criação e retorno de venda, o produtor rural Humberto Persch, da localidade de São Bento, em Cruzeiro do Sul, resolveu apostar em uma adequação estrutural, na propriedade rural da família.

O produtor tinha um aviário climatizado no qual produzia 40 mil aves de corte, por lote. A estrutura com cerca de 2,1 mil metros quadrados foi construída há cerca de dez anos, quando o agricultor tinha intenção de ampliar a produção. “Na ocasião a empresa não tinha mais vaga para criação de suínos, então, resolvi apostar nas aves de corte”.

Persch explica que a desistência na produção de aves é em decorrência de questões relacionadas à sanidade, principalmente por conta da salmonella. Por ter outros chiqueiros na propriedade também estava enfrentando entraves com a empresa integradora, devido à proximidade das criações. A questão da rentabilidade com a criação de suínos também foi levada em consideração, uma vez que oferece maior retorno para o produtor. Além disso, o custo com a produção também é menor, em comparação com as aves.

Contando com o apoio da empresa integradora, Persch resolveu transformar a estrutura do aviário em um chiqueiro. Serão recebidos dois mil suínos herniados, divididos em quatro blocos. Cada lote ficará na propriedade pelo período de 70 dias.

A propriedade da família Persch totalizará sete mil animais de terminação e mais dois mil leitões que ficam na chamada creche. Ao todo a família possui seis galpões e mais um alugado.

A estrutura do antigo aviário está sendo adaptada. Com uma máquina e caminhões fornecidos pela prefeitura, foi realizada a retirada de terra – 700 m³. Nesta quarta-feira, dia 5 de outubro, o secretário da Agricultura e Meio Ambiente, José Paulo Mallmann, e o servidor da mesma pasta, Gerson Kolling, estiveram no local acompanhando o trabalho.

O investimento do produtor para que se chegue ao resultado final será de aproximadamente R$ 1,2 milhão. A intenção é receber o primeiro lote de suínos até o final do ano, ou, o mais tardar, até janeiro de 2023.

Últimas Notícias:

COMPARTILHE

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email