Município trabalha no monitoramento do mosquito Aedes Aegypti

Cruzeiro do Sul chega a dez casos confirmados de dengue
Foto: Pixabay/Divulgação

A Secretaria da Saúde e Saneamento de Cruzeiro do Sul, preocupada com os casos de dengue que vêm sendo registrados no município, está intensificando o monitoramento dos pontos estratégicos propícios a serem criadouros do Aedes Aegypti, responsável por transmitir a doença.

Conforme a secretária, Patrícia Haenssgen, a vigilância ambiental, com a vigilância epidemiológica, realiza quinzenalmente vistorias em pontos estratégicos (PES), no perímetro urbano. Entre os pontos estão: ferro velho; borracharia; cemitério; parque; hospital; e floricultura. Estes PES estão localizados nos bairros Centro, Cascata, Vila Zwirtes e Vila Rosa. O objetivo é o controle vetorial, reduzindo a proliferação do Aedes.

Além disso, também é realizado o Levantamento de Índices Rápidos para Aedes Aegypti (Lira), que consiste em uma ação rápida de visitas dos agentes de endemias, com agentes de saúde. O objetivo é identificar as áreas da cidade com maior proporção de focos do mosquito e os criadouros. O Lira é realizado a cada 60 dias, através de um sorteio de quarteirões. “Lembrando que o mosquito é considerado urbano, pois a infestação é mais intensa em regiões com alta densidade populacional, onde a fêmea tem mais oportunidade para alimentação”, destaca Patrícia. Lembrando que o grupo também atende denúncias, se deslocando até o cidadão para averiguar e orientar.

A equipe ainda realiza a denominada Pesquisa Vetorial Especial (PVE), quando há suspeita ou confirmação em casos de dengue. Nestas ocasiões são realizadas vistorias em um raio de 150 metros da casa ou do local de trabalho do paciente, tendo como finalidade eliminar todo e qualquer tipo de criadouro de larvas.

Coletas de água

O município possui em sua totalidade 30 sociedades de água, sendo uma no perímetro urbano e as demais na zona rural. Dentre essas, são realizadas coletas de dez amostras mensais da água com a medição do cloro. Posteriormente, essas amostras são encaminhadas para análise da 16ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS).

Casos de Dengue

Nesta quarta-feira, dia 30 de março, a Secretaria estava com dez casos confirmados de dengue em Cruzeiro do Sul, sendo sete importados e três autóctone. Além disso, é aguardado o resultado de mais um exame.

Últimas Notícias:

COMPARTILHE

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email