Desemprego no Brasil cai para 8,1%, a menor taxa desde abril de 2015

Foto: Agência Brasil

A taxa de desemprego no Brasil caiu para 8,1% no trimestre móvel de setembro a novembro de 2022. Esse é o menor índice de desocupação desde o trimestre encerrado em abril de 2015, que registrou a mesma taxa.

O desemprego no País recuou 0,9 ponto percentual em relação ao trimestre encerrado em agosto (8,9%) e 3,5 pontos percentuais na comparação com o período de setembro a novembro de 2021 (11,6%).

Os dados são da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua, divulgada nesta quinta-feira (19) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. De acordo com o órgão, “a taxa de desocupação vem caindo de forma significativa há seis trimestres móveis consecutivos”.

A população desocupada (8,7 milhões de pessoas) recuou 9,8% (menos 953 mil pessoas) frente ao trimestre anterior e 29,5% (menos 3,7 milhões de pessoas desocupadas) na comparação anual. Esse é o menor contingente desde o trimestre móvel encerrado em junho de 2015.

A população ocupada (99,7 milhões) bateu recorde da série histórica iniciada em 2012, com alta de 0,7% (mais 680 mil pessoas) ante o trimestre anterior e de 5% (mais 4,8 milhões) na comparação anual.

O rendimento médio real (descontada a inflação) dos trabalhadores foi estimado em R$ 2.787, aumento de 3% em relação ao trimestre encerrado em agosto. Quando comparado ao mesmo trimestre do ano anterior, o crescimento foi de 7,1%.

Fonte: O Sul

Últimas Notícias:

COMPARTILHE

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email