11 janeiro , às 09h43 | Polícia

Polícia Civil de SC não descarta possibilidade de crime violento no desaparecimento de caminhoneiro cruzeirense

A Polícia Civil de Santa Catarina está investigando o desaparecimento de Ezequiel Fernando Schneider (41). Desde o último sábado (5), a família não tem mais contato com o caminhoneiro, que é morador de Cruzeiro do Sul.

O caminhão dele foi encontrado com as peças trocadas e com manchas de sangue. Schneider saiu com o veículo de Itumbiara (GO) e tinha Chapecó, no Oeste catarinense, como destino final para a carga. No entanto, a rota foi alterada e o veículo abandonado no pátio de um posto de combustíveis, às margens da BR-282, em Saudades (SC), a cerca de 67 km de Chapecó.

A família encontrou o veículo por meio do GPS. A carga de cereais não foi roubada e o celular do cruzeirense ainda estava dentro da cabine. A única alteração, segundo a polícia, está nos pneus, que eram novos e foram trocados por velhos. De acordo com o delegado Arthur de Oliveira Lopes, por meio de fotos, foi verificado que o rodado do caminhão havia sido trocado. Além disso, uma quantidade muito grande de sangue foi encontrada no interior do mesmo. Diante isso, o delegado não descartada a possibilidade de ter ocorrido algum crime violento.

A polícia já ouviu testemunhas e parentes de Ezequiel. Nos próximos dias, também deve tomar o depoimento de pessoas que tiveram contato com o caminhoneiro em Goiás. Qualquer informação sobre o caso pode ser repassada para o telefone da Polícia Civil de Pinhalzinho, (49) 99833-8497. 

Fonte: Grupo Independente/G1

 


O Portal CRUZEIRODOSUL.NET não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Copyright © 2015. Todos os direitos reservados a cruzeirodosul.net